Golpe do Whats: 3 tem o aplicativo clonado e hackers levam R$ 4 mil

12/02/2019 12:48 Tecnologia e Ciência
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Quatro mulheres caíram no golpe do Whatsapp hackeado no final da tarde desta segunda-feira (11) e duas delas perderam R$ 2 mil cada depositando para quem acreditavam ser amigas. Além delas, uma terceira vítima também teve seu aplicativo hackeado, mas neste caso, ninguém foi lesado.

De acordo com o boletim de ocorrência, mulher de 31 anos contou à polícia que recebeu a ligação de uma amiga, de 41 anos, por volta das 17h, informando que já havia realizado o deposito. Estranhando, a mulher questionou dizendo que não sabia de nenhum deposito e logo percebeu que seu WhatsApp não estava funcionando e que se tratava de um golpe.

A mulher que fez o deposito contou que recebeu uma mensagem da amiga pedindo R$ 2 mil emprestado justificando que seu cartão havia sido bloqueado e que assim que recebesse, depositaria o dinheiro de volta. Sem desconfiar de nada, a vítima realizou a transferência para um banco com conta de Fortaleza (CE).

Meia hora depois, mulher de 59 anos teve seu whatsapp hackeado depois de ser convidada e aceitar entrar em um grupo de condomínio pelo aplicativo. Depois perceber que o whats estava bloqueado e de ser avisada por alguns amigos de que seu número estaria pedindo dinheiro emprestado, a vítima procurou à polícia. Neste caso, ninguém caiu no golpe ou foi lesado financeiramente.

Já às 19h, outra mulher de 51 anos teve seu Whatsapp clonado, tendo como vítima sua amiga de 52 anos. A vítima informou à polícia que recebeu uma mensagem da colega de trabalho, que dizia exatamente a mesma coisa que no primeiro golpe registrado, que ela estava com o cartão bloqueado e precisaria de R$ 2 mil, devolvendo o dinheiro assim que possível e dando uma conta de Fortaleza para o deposito.

Em seguida, a vítima lesada recebeu a ligação da filha da amiga clonada informando que o celular de sua mãe havia sido hackeado e que os golpistas estavam pedindo dinheiro em seu nome, percebendo na hora que se tratava de um golpe.

É o quarto caso registrado em cinco dias. O primeiro aconteceu na última quinta-feira (7), sem vítimas lesadas financeiramente.

Fonte: DA REDAÇÃO / Bonito Informa

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.