Segundo caso de sarampo de MS é confirmado em bebê de Campo Grande

Menino de 10 meses teria contraído a doença quando esteve em São Paulo
09/09/2019 15:30 Saúde
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Foi confirmado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), o segundo caso de sarampo em Mato Grosso do Sul. O contagio foi em um bebê de 10 meses, de Campo Grande, que contraiu a doença quando esteve em São Paulo, estado onde se concentra o maior número de casos no país.

Conforme informado pela SES-MS (Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul), o menino esteve na cidade de São Paulo entre os dias 1° e 5 de agosto, e no dia 16 do mesmo mês começou a apresentar os sintomas, sendo levado ao hospital no dia 19 onde houve informação da suspeita de sarampo.

A Sesau ressaltou que não há tratamento especifico para a doença, além de medicação e repouso, mas que no caso do bebê foi todo feito em hospital. As pessoas que tiveram contato com ele e que não haviam sido imunizadas já foram quando houve a suspeita da doença.

Segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), como se trata de um caso importado – contraído em outro território – não há motivo para pânico na Capital já que o vírus responsável pela doença não está circulando por aqui ainda. As vacinas estão disponíveis para a imunização em todas as unidades básicas de saúde e de saúde da família para os que estão dentro da faixa etária recomendada pelo Ministério da Saúde.

O Estado já recebei 35 notificações da doença até o momento, dessas apenas três ainda são investigadas e dois confirmados, o da bebê de 10 meses e do homem de 52 anos em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande.

Em consulta pública SUS analisa incorporação de medicamento…

IFMS abre 40 vagas para especialização em informática…

Buscando parceiros para instalar pontos de ônibus, prefeito…

Conforme informação da Secretaria de Saúde, o morador de Três Lagoas esteve em Jundiaí, no interior de São Paulo, onde apresentou os primeiros sintomas da doença. O paciente retornou ao município onde reside cinco dias depois do ‘exantema’, que são manchas e erupções cutâneas, sintomas típicos do sarampo, onde houve a confirmação do contagio na última quinta-feira (5).

A SES-MS, reforçou também a importância de vacinar (dose zero) as crianças de 6 a 11 meses e 29 dias com uma dose de sarampo, e que todas as pessoas de 1 anos a 29 anos devem ter 2 doses de vacina é de 30 a 49 anos com uma dose. Além de caso se apresentem os sintomas como febre com exantema, coriza, tosse ou conjuntivite é preciso procurar atendimento médico imediatamente.

Fonte: Ana Paula Chuva / Midiamax

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.