Sarampo é confirmado em bebê de 10 meses que viajou para São Paulo

Com isso, dois moradores do Estado apresentaram a doença
09/09/2019 19:50 Saúde
Bebês são público-alvo da vacinação - Foto: Valdenir Rezende / Arquivo / Correio do
Bebês são público-alvo da vacinação - Foto: Valdenir Rezende / Arquivo / Correio do

Uma bebê de apenas 10 meses foi confirmada como sendo vítima do sarampo, após testes realizados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Ela viajou para o estado de São Paulo, em agosto, e quando na volta para Campo Grande começou a apresentar os sintomas. 

A informação foi confirmada hoje (9), pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). Este caso é considerado como importado, já que a vítima contraiu a doença fora de Mato Grosso do Sul. Este caso é semelhante ao do médico que veio de SP para o Estado começou a sentir os sintomas. A doença foi confirmada nele, mas como o mesmo não mora em MS, não foi contabilizada aqui. Nos dois casos foi feito o bloqueio vacinal nos funcionários e nos contatos que estavam no hospital para atendimento. 

Em todo o Estado, três casos ainda estão sendo investigados, sendo um dois deles na Capital. Foram 35 casos notificados em MS e 30 já foram descartados. Além da bebê, no dia 4 deste mês, foi confirmado o primeiro caso do Estado em Três Lagoas, sendo de um homem de 52 anos. Ele esteve recentemente em Jundiaí (SP), onde apresentou os primeiros sintomas de sarampo e retornou a Três Lagoas, cinco dias após o início do “exantema” (manchas e erupções cutâneas, sintomas típicos da doença).

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que a contaminação do paciente ocorreu em Guararema (SP). Segundo o texto, os sintomas apareceram em 19 de agosto e a coleta ocorreu no período que o paciente se encontrava no estado de São Paulo.

"Devido ao fato do paciente estar em Guararema durante o período de transmissibilidade, não ocorreu a circulação do vírus no município de Três Lagoas. Não há risco da transmissão do vírus referente a esse caso", informou.  

Todos que apresentem febre com exantema e um dos seguintes sintomas: coriza, tosse ou conjutivite é considerado caso suspeito de sarampo e deve procurar atendimento médico imediatamente.

A SES reforça a importância de vacinar as crianças de 6 a 11 meses e 29 dias com uma dose de sarampo (dose zero), e que todas as pessoas de 1 a 29 anos devem ter 2 doses de vacina e de 30 a 49 anos com uma dose.

 

Fonte: FÁBIO ORUÊ / Correio do Estado

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.