Maior hospital de MS, Santa Casa não tem leitos exclusivos para tratar corona

Unidade vai focar em casos clínicos enquanto Hospital Regional deve atender casos suspeitos e confirmados em Mato Grosso do Sul
26/03/2020 17:22 Saúde
Integrantes do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (Foto: Reprodução)
Integrantes do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (Foto: Reprodução)

A Santa Casa de Campo Grande, maior hospital de Mato Grosso do Sul, não tem leitos exclusivos para pacientes diagnosticados com o coronavírus. Isto não quer dizer que, em caso de aumento expressivo de casos na cidade ou no interior eles não possam atender essas pessoas, garantido inclusive o isolamento. As informações foram divulgadas pelo Comitê de Enfrentamento à doença da unidade, em coletiva realizada na tarde desta quinta-feira (26).

De acordo com a médica infectologista da unidade, Priscila Alexandrino, neste momento não há leitos exclusivos para pacientes com coronavírus na Santa Casa porque o hospital não é referência no tratamento. Os casos suspeitos e confirmados serão encaminhados para o Hospital Regional enquanto a Santa Casa deverá ficará responsável pelos atendimentos clínicos.

Até esta quinta-feira (26), nenhum caso de corona foi confirmado entre os pacientes da Santa Casa, apesar de crianças e adultos terem sido internados com sintomas da doença. Segundo a médica, ao menos 10 coletas de material para exame foram feitas nos últimos 40 dias e nenhuma delas deu positivo para o vírus.

“Neste primeiro momento, nós não temos leitos específicos esperando pacientes com Covid-19. Isto não quer dizer que, no segundo momento, se nós tivermos um aumento exponencial do número de casos na cidade de Campo Grande nós possamos passar a ter um CTI exclusivo só para casos de Covid-19 e até mais leitos de enfermaria. Isso pode vir acontecer, sim. Vai depender de como vai se comportar a epidemia na nossa cidade”, explicou a médica.

Atualmente, a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 85% no hospital e, segundo ela, o problema não é exclusividade de Campo Grande ou da Santa Casa porque ocorre em todo o Estado. “A gente tem tentado otimizar e utilizar da melhor maneira possível esses leitos”, comentou.

Priscila acredita que com as medidas tomadas pelo Governo do Estado e Prefeitura de Campo Grande não deverá haver aumento expressivo do número de casos na cidade, sobrecarregando o sistema de Saúde. Ela acredita que as confirmações dos casos de coronavírus deverão aparecer de maneira tênue.

Em Mato Grosso do Sul hoje, o último boletim epidemiológico registra 25 casos confirmados da doença, sem nenhum óbito.

Fonte: Maressa Mendonça / Campo Grande News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.