Fraturas em bebês durante parto são comuns e imprevisíveis, diz obstetra

Apesar de assustar, a médica esclarece que a fissura não é grave e recuperação não deixa sequelas
06/11/2019 07:08 Saúde

Após dois bebês nascerem com fraturas na clavícula em hospitais de Campo Grande, o Jornal Midiamax consultou especialista para verificar se casos são frequentes na obstetrícia. Segundo médica, as fissuras são comuns durante o parto e totalmente imprevisíveis.

Conforme a presidente da Sogomat-Sul (Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia de Mato Grosso do Sul), Vanessa Chaves Miranda, a fratura acontece devido ao tamanho do bebê, quando ele é maior que a dilatação ou pélvis da mãe.

“Na hora do parto, o osso pode se desprender. Normalmente acontece quando o bebê é grande e quando é desproporcional ao tamanho da pélvis da mãe. Isso é relativamente comum, não é algo raro. É algo imprevisível e que normalmente só se percebe no dia seguinte ao parto”, disse a ginecologista à reportagem.

Ainda segundo a médica, o recém-nascido tem o osso muito mole e quando o ombro do bebê enfrenta dificuldades para passar pelo canal vaginal, pode ocorrer a fissura. No entanto, Vanessa tranquila os pais. “A cicatrização acontece quando ocorre a imobilização, no máximo de 30 dias. A recuperação não deixa nenhuma sequela para a criança”, afirmou.

No caso do bebê que nasceu na Maternidade Cândido Mariano, a menina fraturou a clavícula após o parto precisar do auxílio de um fórceps de alívio, pois a mãe da criança não teve a dilatação suficiente. Como o bebê já estava encaixado e ombros não passavam, os médicos optaram pelo procedimento com o aparelho, disse a maternidade por meio de nota.

O outro caso, de um bebê nascido na Santa Casa de Campo Grande, os médicos perceberam a fissura na clavícula posteriormente ao parto, assim como disse a ginecologista.

Fonte: Midia Max/Mariane Chianezi

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.