Em Mato Grosso do Sul, população tem chance de viver até os 76,1 anos

Dado foi divulgado pelo IBGE nesta quinta-feira e indica ampliação em relação ao ano passado
28/11/2019 16:40 Saúde
Arte: Ricardo Oliveira
Arte: Ricardo Oliveira

Em 2018, cada sul-mato-grossense nascido tinha expectativa de chegar aos 76,1 anos. São cinco meses a mais que a “esperança de vida” em 2017, segundo divulgou nesta quinta-feira o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografica e Estatística). No ano passado, o “limite”, considerando a qualidade de vida dos moradores do Estado, para resumir o conceito, era de 75,8 anos.

Em relação aos outros estados, é a 11º maior expectativa de vida. As mulheres, como acontece historicamente, vivem mais. No Estado, até os 79,9 anos. Os homens, em média, vivem até os 72,6 anos.

O IGBGE indicou, ainda, a chance de um recém nascido não sobreviver ao primeiro ano de vida. Paras os bebês sul-mato-grossenses, ela é de 13,8%. Houve aumento de 0,2 pontos percentuais em relação ao levantado em 2017. O dado supera a média nacional, de probabilidade de mortalidade antes de completar 12 meses para 12,4 das crianças.

País – O número apontado para Mato Grosso do Sul é abaixo da média nacional, de expectativa de vida de 76,3 anos no ano passado. Para os homens, a faixa de 72,5 anos em 2017 para 72,8 anos em 2018. As mulheres saíram de 79,6 para 79,9 anos.

Os dados fazem parte da Tábua Completa de Mortalidade para o Brasil – 2019, levantamento usado como parâmetro para determinar o fator previdenciário, no cálculo das aposentadorias do Regime Geral de Previdência Social.

Fonte: Marta Ferreira / Campo Grandes News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.