Em cirurgia inédita em MS, dedo indicador vira polegar na mão de criança

O procedimento vai permitir que o garotinho faça o movimento de pinça, essencial para pegar e segurar objetos, além de escrever
14/01/2020 12:04 Saúde
Mãozinha do menino ainda durante o procedimento cirúrgico (Foto: Santa Casa/Divulgação)
Mãozinha do menino ainda durante o procedimento cirúrgico (Foto: Santa Casa/Divulgação)

Em cirurgia realizada pela primeira vez em Mato Grosso do Sul, um paciente de 4 anos teve o dedo indicador transformado em polegar. O procedimento, chamado de policização do indicador, vai permitir que o garotinho faça o movimento de pinça, essencial para pegar e segurar objetos, além de escrever.

A cirurgia inédita vai garantir que o menino, que nasceu com a deformidade, recupere 70% dos movimentos da mão, embora continue com quatro dedos. No reino animal, somente os primatas (humanos, macacos, lêmures) possuem o “dedão”, que durante o processo evolutivo tornou estes mamíferos capazes de habilidades únicas.

A operação, comandada pelo médico ortopedista Felipe Roth, foi realizada na Santa Casa no sábado (11) e durou cerca de três horas. O procedimento consiste em transplantar o dedo indicar com tendões, ossos, músculos e sistemas de vascularização e inervação para a posição do polegar.

A criança teve alta nesta segunda-feira (13) e precisará usar uma órtese (aparelho de imobilização) por até oito semanas. Depois, passará a fazer fisioterapia e terapia ocupacional para recuperar as funções motoras dos dedos. Serão ao todo 4 meses de acompanhamento.

Além de Roth, participaram da cirurgia os ortopedistas Ana Tereza de Alcântara e Celso Hirakawa, a instrumentadora Cassiana de Quadros, além da equipe de enfermagem e demais profissionais do centro cirúrgico.

Fonte: Anahi Zurutuza / Campo Grandes News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.