Com mais de mil notificações de dengue, prefeita decreta situação de emergência em Dourados

O documento foi publicado na edição desta segunda-feira (15) no Diário Oficial do Município.
15/04/2019 12:05 Saúde
Só neste ano, Dourados já registrou 373 casos confirmados de dengue - Foto: Assecom/arquivo
Só neste ano, Dourados já registrou 373 casos confirmados de dengue - Foto: Assecom/arquivo

Com 1.108 notificações de dengue, com 373 casos confirmados e duas mortes em 2019, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul, a prefeita de Dourados Délia Razuk  (PR) decretou situação de emergência. O documento foi publicado na edição desta segunda-feira (15) no Diário Oficial do Município.

O terceiro óbito por dengue, de uma mulher de 47 anos, ainda está sendo investigado. 

De acordo com a publicação, por causa do consequente aumento na demanda por exames laboratoriais, consultas médicas, produtos e serviços de saúde e o aumento expressivo do número de consultas e demais unidades da rede, foi decretada situação de emergência.

MORTES POR DENGUE EM 2019

O pequeno Nicolas Lima H. Ferruzzi, de 11 anos, morreu no dia 22 de março, às 03h35, por dengue hemorrágica em Dourados.

O garoto deu entrada no Hospital Santa Rita no dia 19 do mesmo mês, em estado gravíssimo, e transferido ao Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados na manhã do dia 21, às 07h, a pedido dos pais, e foi encaminhado à UTI (Unidade de Tratamento Intenso), conforme informações apuradas pela reportagem da 94FM.

Nesse período, foi feita uma campanha na internet solicitando doações de sangue B+ ou O- para a criança.

No dia 26 de março, uma mulher de 58 anos foi a segunda vítima por morte de dengue em Dourados. Ela ficou internada no Hospital da Vida.

E no dia 5 de abril, uma mulher de 47 anos morreu com suspeita de dengue grave em Dourados.

A vítima, que era professora da rede estadual, morava no distrito de Vila Vargas e estava internada no Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados.

DENÚNCIAS

De acordo com a administração municipal, imóveis fechados e com possibilidade de obter focos de dengue devem ser denunciados pela população ao CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), no telefone 3411-7753. As multas variam de R$ 400 a R$ 1,6 mil para imóveis com irregularidades (focos de dengue, sujeira, entulhos e outros).

Confira na íntegra o decreto publicado no Diário Oficial do Município

“Considerando: a Lei nº 6.259 de 30 de outubro de 1975, que dispõe sobre a organização das ações de Vigilância Epidemiológica sobre o Programa Nacional de Imunizações, estabelece normas relativas à notificação compulsória de doença e dá outra providencias; 

Considerando: a Portaria 204 de 17 de fevereiro de 2016 do Ministério da Saúde, que define a lista nacional de notificações de agravos e eventos adversos de saúde pública nos serviços de saúde públicos e privados em todo o território nacional, nos termos do seu anexo e dá outras providências; 

Considerando o consequente aumento da demanda por exames laboratoriais, consultas médicas, produtos e serviços de saúde; 

Considerando o expressivo aumento do número de consultas na Unidade de Pronto Atendimento e demais unidades da rede; 

D E C R E T A: 

Art. 1º. Fica declarada situação de emergência no Município de Dourados em virtude de indicadores epidemiológicos para epidemia de Dengue. 

Art. 2º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 01 de abril de 2019.

 

 

Fonte: Karol Chicoski / 94 FM Dourados

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.