Família que acolheu duas crianças perdeu tudo em incêndio e pede de ajuda

Fogo destruiu residência construída há 25 anos e deixou criança de 8 anos com 85% do corpo queimado
05/01/2019 10:02 Religião
Zulema, 62, chora pelo fogo que queimou o filho e a fez perder tudo que tinha (Foto:
Zulema, 62, chora pelo fogo que queimou o filho e a fez perder tudo que tinha (Foto:

O incêndio que atingiu uma residência, na tarde desta sexta-feira (4), no bairro Polonês, região entre a Avenida Nelly Martins e o Carandá Bosque, destruiu a casa que havia sido construída há 25 anos. As chamas também deixaram em estado grave uma criança de 8 anos, que foi internada na Santa Casa com 85% do corpo queimado. Sem ter onde morar e precisando de ajuda, a família de 6 pessoas precisa de doações para reconstruir a casa.

Quem ajudou, agora precisa de ajuda - Isso porque os dois filhos de 7 e 8 anos de Zulema Pereira da Silva, 62, foram acolhidos pela família, são filhos por adoção. Além das crianças, ela vivia na casa com o marido de 54 e os sobrinhos de 12 e 17. Agora, está abrigada em um quarto na casa de uma vizinha, sem ter para onde ir. Da casa onde morava, feita de madeira, só restou um quarto nos fundos e tudo que estava dentro da residência foi perdido em meio ao fogo.

O Corpo de Bombeiros interditou o local, por risco de desabamento. A família precisa de itens para a casa e qualquer material de construção pode ajudar. O companheiro de Zuleica, que acompanha o filho na Santa Casa, está afastado do trabalho pelo INSS (Instituto Nacional de Seguro Social). Enquanto isso, o irmão de 7 anos pede para a mãe para voltar para casa, além de perguntar do pai e do irmão.

Os vizinhos já conseguiram ajuda para trabalhar na construção, mas é necessário materiais. Uma amiga que morava ao lado da família, Janaína Brito, compartilhou fotos e vídeo com pedido de ajuda, no Facebook, e a postagem já tem 83 compartilhamentos.

Brincadeira com isqueiro – Uma brincadeira com isqueiro pode ter iniciado o incêndio, acredita a mãe. Na tarde de ontem, o menino de 8 anos dormia no sofá quando o incêndio começou. O irmão, de 7, brincava com o isqueiro, quando a mãe tirou o objeto da mãe da criança e foi costurar no quarto.

Foi então que o incêndio teria começado e Zuleica acredita que a criança de 7 anos teria incendiado algum objeto antes que o isqueiro fosse retirado. Ela foi alarmada pelo sobrinho de 17, que dormia no quarto e começou a gritar.

Com a casa despencando rapidamente, toda a família deixou o local, mas o menino de 8 anos não conseguiu sair, e gritava por socorro. Em meio à invisibilidade provocada pelo excesso de fumaça, um vizinho conseguiu retirar a criança da casa.

Como posso ajudar – Para ajudar a família, basta ligar nos números (67) 99879-5121 e (67) 98194-9923.

Fonte: Izabela Sanchez e Bruna Pasche / Campo Grandes News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.