Prejuízo milionário: Incêndio no Atacadão destruiu estoque que renderia R$ 18 milhões no fim de ano

O Atacadão, por meio de assessoria de imprensa, disse que os prejuízos ainda seguem sendo avaliados
15/09/2020 06:16 Policial
Pallets de mercadorias foram destruídas | (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)
Pallets de mercadorias foram destruídas | (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)

O incêndio que destruiu a loja do Atacadão na Avenida Duque de Caxias, em Campo Grande, teria consumido parte de estoque que renderia lucro de R$ 18 milhões ao atacadista no final do ano.

Conforme informações apuradas pelo Jornal Midiamax, a loja onde incidente aconteceu já estaria sendo abastecida com todo o estoque para o período de final de ano e mercadoria, tanto das prateleiras como o do estoque aos fundos, estaria avaliada em milhões de reais. Tudo foi destruído.

Fontes extraoficiais relataram que independente de o incêndio ter sido acidental ou criminoso, o seguro da rede deverá cobrir todos os prejuízos e unidade deverá ser reconstruída. Em contato com a assessoria de imprensa do Atacadão, foi relatado que a rede não divulga informações referente ao assunto e prejuízos ainda estão sendo avaliados.

“A loja possuía seguro, porém, ainda é muito cedo para informar um balanço dos impactos. A empresa está empenhada em conduzir a situação, e só teremos condições de avaliar um plano de reconstrução da unidade após uma profunda avaliação técnica”, disse a assessoria do Atacadão em nota à reportagem.

O incêndio entrou em fase de resfriamento na tarde desta segunda-feira (15) e até a ocasião, mais de 400 mil litros de águas aviam sido usados no combate às chamas. Mais de 40 bombeiros trabalhavam na contenção nos focos que ainda existiam no prédio.

Conforme um empresário do setor de formação de brigadas para empresas, a tragédia poderia ter sido amenizada, caso a ação inicial dos brigadistas tivesse sido efetiva. “Pelas imagens, só havia uma linha de fogo, na gôndola. A chance de ter apagado o fogo ali era grande se tivesse sido acionado tudo corretamente. Assim, não teria tomado essa proporção”, avalia.

“Eu vi que o Atacadão informou que alguns brigadistas cuidavam da evacuação do local e fizeram isso muito bem feito, pois não houve feridos. Entretanto, a equipe tem que estar preparada para realizar as duas tarefas [evacuar e combater as chamas] simultaneamente”, concluiu.

Toda empresa que tem equipe de brigadistas deve passar pela verificação do Corpo de Bombeiros. Conforme o coronel Carminati, os certificados do Atacadão estavam em dia. “Em relação à documentação, tudo ok”, confirmou.

Fonte: Mariane Chianezi / Midiamax

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.