DOF abre 2020 com apreensão recorde de 3.6 toneladas de maconha

14/01/2020 12:03 Policial
Policial retira cobertura que camuflava carregamento de maconha. (Foto: Divulgação)
Policial retira cobertura que camuflava carregamento de maconha. (Foto: Divulgação)

Policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) abriram o ano de 2020 já com apreensão recorde de maconha. Em mais uma investida da Operação Hórus, as equipes encontraram 3,6 toneladas de maconha escondidas em um caminhão, na MS-145, próximo ao distrito de Ipezal, em Angélica, a 263 quilômetros de Campo Grande.

O flagrante ocorreu depois que os policiais abordaram o “batedor” do carregamento. Em um Fiat Palio, o motorista de 29 anos, morador em Iguatemi, demonstrou nervosismo e levantou suspeitas, o que levou a equipe a fazer buscas no carro e localizar um rádio comunicador.

“Logo em seguida, no mesmo sentido, os agentes tentaram abordar um caminhão que não obedeceu a ordem de parada e fugiu”, explica o DOF.

Um pouco mais a frente, o caminhão foi interceptado. O motorista de 39 anos, morador em Eldorado, contou que transportava tijolos, mas a buscas revelaram carroceira carregada de fardos de maconha.

Os dois homens foram presos, contaram que a droga havia saído de Naviraí com destino a Três Lagoas. O caminhão foi roubado em Floresta do Araguaia (PA).

“O DOF mantém um canal aberto direto com o cidadão para tirar dúvidas, receber reclamações e denúncias anônimas, através do telefone 0800 647-6300. Não precisa se identificar e a ligação será mantida em absoluto sigilo. O serviço funciona 24 horas por dia, sete dias por semana”, esclarece o DOF.

Veja o vídeo do momento em que os polícias descobrem a carga recorde de maconha:

Fonte: Ângela Kempfer / Campo Grandes News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.