Procurador turco pede prisão de pessoas próximas ao príncipe saudita

Nessa terça-feira (4), senadores acusaram Mohamed bin Salman de envolvimento no assassinato
05/12/2018 07:47 Mundo
© Huseyin Aldemir/Reuters
© Huseyin Aldemir/Reuters

A morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi ganhou mais um capítulo nesta quarta-feira (5). A prisão de duas pessoas próximas ao príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohamed bin Salman, foi solicitada pelo procurador-geral turco. Jamal foi visto pela última vez no consulado, em Istambul, no dia 2 de outubro. Nessa terça-feira (4), senadores acusaram o príncipe de envolvimento no crime.

Ahmed al Assiri e Saud al Qahtani foram os nomes indicados pelo gabinete do procurador-geral para uma possível prisão. A suspeita é que eles tenham planejado o assassinato do jronalista, conforme documento transmitido pela Procuradoria ao tribunal.

De acordo com informações do G1, citadas pela AFP, investigações indicam que o jornalista, que tinha cidadania norte-americana, foi torturado, morto e esquartejado dentro da repartição.

Fonte: Notícias ao Minuto

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.