Advogado ateia fogo ao corpo em protesto contra combustíveis fósseis

Ele enviou carta de despedida à imprensa
16/04/2018 05:34 Mundo
Ele enviou carta de despedida à imprensa
Ele enviou carta de despedida à imprensa

David Buckel, conhecido advogado americano e fervoroso defensor dos direitos dos homossexuais, cometeu suicídio ao atear fogo ao próprio corpo em Nova York, no sábado 13.
Segundo carta de despedida enviada à imprensa, David explicou protestar contra os danos causados ao planeta em decorrência dos combustíveis fósseis.​

“A poluição causa estragos em nosso planeta e espalha a inabitabilidade pelo ar, solo, pela água e pelo clima”, escreveu Buckel em um e-mail que enviou a vários meios de comunicação americanos e que foi reproduzido pelo jornal nova-iorquino.

“A maioria dos humanos no planeta agora respira ar insalubre com combustíveis fósseis e muitos, como consequência, morrem prematuramente. Minha morte prematura com um combustível fóssil reflete o que nós estamos fazendo conosco”, denunciou.

De acordo com o New York Times, David Buckel ateou fogo ao corpo no Brooklyn Prospect Park, e foi declarado morto às 06h30 locais (07h30 de Brasília).

David Buckel, de 60 anos, era um famoso ativista pelos direitos dos homossexuais nos Estados Unidos e interveio em famosos casos de discriminação.

Da associação Lambda Legal, esteve na vanguarda do movimento para legalizar o casamento gay, agora juridicamente reconhecido em todos os estados do país.

“A notícia da morte de David é lamentável: é uma perda terrível para a família Lambda Legal, mas também para todo o movimento pela justiça social”, declarou em um comunicado uma das diretoras da organização, Camilla Taylor, que se referiu ao advogado como um “brilhante visionário jurídico”.​

Segundo vários de seus amigos citados pelo New York Times, Buckel começou a se apaixonar pela defesa do meio ambiente após sua saída da Lambda Legal, há alguns anos.

“Ter propósitos respeitáveis durante a vida convida a ter propósitos respeitáveis na morte”, escreveu Buckel em sua carta de despedida.

Fonte: Veja.com

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.