Detran indica Procon para reclamar sobre nova placa

29/01/2020 07:27 Justiça
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Não é comigo - O Detran (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul) reforçou que não tem nenhuma responsabilidade sobre valor a ser cobrado pelas empresas credenciadas pela nova “Placa Mercosul”. Em nota, o órgão que a lei determina que só os “credenciados deverão realizar, sob sua única, exclusiva e indelegável responsabilidade, a comercialização direta com os proprietários”, sem interferência nenhuma de terceiros.

Procura o Procon -  Também nem adianta procurar o órgão para reclamar, avisou o Detran. “Caso o proprietário de veículo sinta-se lesado, de alguma forma, ele deve procurar diretamente o Procon, que é o órgão responsável em defesa do consumidor”, informou o Detran em nota assinada pelo diretor-presidente do Detran-MS, Luiz Rocha.

Prazo - A nova placa entra em vigor, obrigatoriamente, em 31 de janeiro. No Detran-MS, o sistema foi paralisado para a mudança, que entrará em vigor, então, no dia 3. Mato Grosso do Sul é um dos estados que não aderiu na primeira fase e recebeu mais tempo para isso do Contran (Conselho Nacional de Trânsito)

Procon 2 - Mal o Shopping de Três Lagoas inaugurou, e já recebeu visitinha do Procon. A equipe passou pelas lojas para lembrar que as normas do Código de Defesa do Consumidor precisam ser respeitadas, como preço dos produtos bem visíveis.

Pode - O TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) liberou propriedade rural do fiscal de obras e ex-deputado estadual Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o Beto Mariano, em Várzea Grande (MT). Ele é réu em ação derivada da Operação Lama Asfástica, responsável investigar decorrentes de fraudes e propinas envolvendo empresários e servidores públicos do Estado.

Retido -  Conforme o despacho, de 24 de janeiro, assinado pelo juiz José Henrique Neiva de Carvalho e Silva, para liberar o imóvel, no entanto, será necessário o depósito judicial da parte pertencente a Mariano, no valor de R$ 2,2 milhões.

Regras - A indisponibilidade total de bens estabelecida pela Justiça para cada réu nesta ação é de R$ 5,1 milhões. O prazo dado para depósito judicial do valor é de 10 dias.

Gringos - O cônsul-geral dos Estados Unidos no Brasil, Adan Shub, esteve na segunda-feira (27) em Campo Grande, em evento realizado pela Amcham (Câmara Americana de Comércio). Durante o encontro, a Fiems fez propaganda das potencialidades de Mato Grosso do Sul e pediu uma forcinha para estreitar as relações comerciais.

Olho na soja - Do cônsul, os representantes da Federação da Indústria de MS ouviram que “as companhias americanas estão interessadas em investir e vemos algumas grandes empresas já instaladas aqui, como a Cargil e ADM”, citou, ambas produtoras de soja.

Argumento - Em uma das ações penais abertas a partir da Operação Omertà, os promotores responsáveis pela acusação dos envolvidos anexaram reportagem sobre a qualidade da comida servida nos presídios federais para defender que os presos da ação transferidos para as unidades mantidas pelo Ministério da Justiça continuem nelas. O texto da revista Época cita que o cardápio tem pratos como "fricassê de frango" e estrogofe de carne anota que nas prisões federais não existem as "agruras" dos presídios mantidos pelos estados.

 

Fonte: Marta Ferreira e Angela Kempfer / Campo Grandes News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.