Prefeito Marcos Pacco retira dois projetos da pauta de votação da Câmara Municipal

Em entrevista concedida ao Jornal Itaporã News, na tarde desta segunda feira (14) o prefeito Marcos Pacco esclareceu o porquê da retirada dos dois projetos, fato que não é procedimento normal do executivo.
14/05/2018 17:27 Itaporã
 Prefeito Marcos Pacco (PSDB)
Prefeito Marcos Pacco (PSDB)

Nos últimos dias, dois importantes projetos encaminhados para a Câmara de Vereadores de Itaporã, foram retirados da pauta de votação pelo executivo, causando uma grande repercussão nas redes sociais, sites de notícias e em meio à população. 

Em entrevista concedida ao Jornal Itaporã News, na tarde desta segunda feira (14) o prefeito Marcos Pacco esclareceu o porquê da retirada dos dois projetos, fato que não é procedimento normal do executivo.

Em sua fala o prefeito Marcos Pacco disse que uns dos projetos que aumentava de até 80 para até 100 mil reais o repasse do munícipio para a APAE, teve parecer reprovado pela maioria da comissão de orçamento, tendo voto vencido apenas o vereador Ademir de Freitas e desfavorável ao parecer votaram os vereadores Ney Bulla e Mattos, sugerindo ao executivo a retirada o projeto e que encaminhasse outro no valor de R$ 80,0 mil reais.

 Desta forma o prefeito retirou o projeto e encaminhou outro no valor de R$ 80,0 mil como havia sugerido a comissão.  

O prefeito lembrou que devido a instabilidade que vive a prefeitura, os termos deste repasse sempre foram acertados em comum acordo com a direção da APAE. Quando se diz até 80 ou até 100, é o limite amparado pela lei municipal, onde o executivo tem prerrogativa de fazer o repasse dentro desta margem estipulada, uma vez que, ultrapassando este valor a prefeitura teria que fazer um aditivo.  Vale lembra que no ano de 2012 no mandato do prefeito Marcos Pacco o limite de repasse estipulado por lei era de até R$ 100,0 Mil Reais, valor que o prefeito anterior baixou para 80 mil. 

O outro projeto retirado foi o de um convenio de oito milhões de reais para a implantação de rede de esgoto em 80% da cidade, através  de uma parceria estado/Sanesul e união. Este convênio foi assinado pelo prefeito Marcos Pacco em 2012 na gestão do então presidente da Sanesul Barbosinha, hoje deputado estadual.  

O prefeito explica que era necessário o executivo montar um comitê para acompanhar o projeto para ingressar no Lançar Cidades, e para isso foi encaminhando com regime de urgência urgentíssima para Câmara, dado ao curto prazo para a entrega do convenio. Neste caso, um requerimento de seis vereadores pediu-se a suspenção de sete dias do projeto e como neste espaço de tempo o município perderia o recurso, o prefeito disse que optou por retirá-lo e fazer por decreto para não perder o convênio de R$ 8,0 Milhões de Reais.

Fonte: Redação Itaporã News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.