Itaporã: vereadora Lourdes participa de palestra sobre a prevenção da Violência Contra a Mulher na escola Edson Bezerra

O objetivo do projeto foi conscientizar os alunos contra a prática de qualquer tipo de violência.
06/11/2019 12:01 Itaporã
Projeto sobre a prevenção da Violência Contra a Mulher, na escola Edson Bezerra, em Itaporã/MS.
Projeto sobre a prevenção da Violência Contra a Mulher, na escola Edson Bezerra, em Itaporã/MS.

Acadêmicas do curso de Educação Física-Licenciatura UNIGRAN, Kamila Fernandes e Pietra Giehl realizaram ontem (05) um projeto sobre a prevenção da Violência Contra a Mulher, na escola Edson Bezerra, em Itaporã/MS, sob a aprovação da Diretora Elaine Clelia Leite Marsura  e Diretora adjunta Viviani Rodelini Mendonça. 

O objetivo do projeto foi conscientizar  os alunos contra a prática de qualquer tipo de violência, com grande foco na violência doméstica e familiar contra a mulher. Buscando desconstruir  a cultura de violência com o gênero feminino, que é historicamente presente no seio social.

 As acadêmicas Kamila Fernandes e Pietra Giehl contaram com a presença de profissionais que ministraram palestras, sendo a Advogada e Vereadora Lourdes Struziati, a Psicóloga Evelise Tramarim de Araújo Poveda, e a Sargenta Gleice Aguilar dos Santos, que falaram principalmente sobre os danos da saúde, proteção e violência marcada na vida das pessoas que são vítimas de tal ato, e também sobre os direitos da mulher, aonde e como procurar ajuda, sobre as leis que a protegem, os tipos de violência e busca a proteção.

Ainda as acadêmicas ressaltaram que é importante combater o feminicídio, começar nas salas de aula, ou seja, trabalhar o assunto nas escolas faz com que os adolescentes identifiquem as relações abusivas e as violências cometidas dentro e fora de casa.

Também participaram da palestra os alunos da Academia de Judô promovido pela Sensei Kely Yada Garcia, nas dependências da Associação Yada de Judô, com o objetivo  de ensinar alguns golpes de defesa, para que os alunos saibam se defender caso aconteça alguma coisa com os mesmos, mas explicando e ressaltando que os golpes nunca devem ser usados com objetivo de machucar outro colega.

Vale ressaltar que por meio da educação é possível conscientizar os alunos de que qualquer forma de violência deve ser repudiada, e com relação  a Violência Contra a Mulher à escola não pode ser indiferente, é preciso ensinar a prevenção e a conscientização, mobilizando assim os alunos e a comunidade em que se insere. É necessário chamar atenção dos jovens para a gravidade deste tipo de violência, incentivando caso presenciem atos de violência  para que não fiquem quietos, que denunciem o agressor e ajudem a vítima da forma que puderem.

Fonte: .

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.