Entrevista com o Delegado, Dr. Rauali kind Mascarenhas, expõe sobre "Violência contra o idoso", em Itaporã

Em casos de denúncias e dúvidas entre em contato pelo telefone (67) 3451-1562.
08/07/2019 13:34 Itaporã
Delegado de Polícia Civil de Itaporã, Dr. Rauali Kind Mascarenhas.
Delegado de Polícia Civil de Itaporã, Dr. Rauali Kind Mascarenhas.

Itaporã, mesmo sendo uma pequena cidade também expõe casos de violência contra o idoso. Apesar de o número ser baixo, é possível acreditar que existam casos isolados, visto a dificuldade da exposição, por geralmente a violência ocorrer de várias formas e dentro da própria residência do idoso.

Confira a entrevista da redação do Itaporã News com o Delegado de Polícia Civil de Itaporã, Dr. Rauali Kind Mascarenhas:

Qual o índice de violência contra o idoso em Itaporã?

Em Itaporã, existem 02 casos que estão sobre investigação da Polícia Civil, inclusive 01 de violência física. Casos estes que chegaram até a delegacia por intermédio do CREAS (Centro de Referência Especializado da Assistência Social), ressaltando a importância destes profissionais.

No atendimento, a equipe do CREAS percebeu que havia uma situação errada, entraram em contato com a Polícia Civil e instauramos um procedimento. Não temos nenhum caso em que o próprio idoso chegou até a delegacia para denunciar, podendo o número não condizer com a realidade. Porque como é uma vítima muito vulnerável, geralmente o idoso tem uma dependência física e psíquica e os agressores geralmente são da própria família, então existe uma indisposição da vítima em querer narrar a situação para polícia.

Como a polícia trabalha em casos de denúncia?

 A Polícia Civil em posse do relatório CREAS, ou mesmo o Boletim de Ocorrência, quando for o caso, envia a equipe de investigação até a residência para verificar o estado do idoso. Entramos em contato com outros familiares, para identificar se a uma discordância da forma como o idoso é tratado, porque acontece de outros familiares notarem que está acontecendo algo, mas se sentem retidos em tomar alguma atitude.

 Quais os tipos mais comuns de violência contra o idoso?

As violências mais comuns são: maus tratos, retenção de valores do benefício previdenciário, ou seja, o autor retém o cartão do idoso, em alguns casos concede uma pequena mesada, ficando com a maior parte do valor; condições de miserabilidade na casa; condições precárias, em muitos casos o idoso fica sozinho, uma total omissão por parte da família.

O idoso às vezes já está com a saúde debilitada e a família é omissa com relação à alimentação e medicação, mesmo ele dispondo de valores, porque normalmente é aposentado, ou recebe algum benefício assistencial da Previdência Social.

A violência praticada contra o idoso muitas vezes é silenciosa, então pode não haver agressão física, no entanto, os maus tratos acontecem através de castigos, também com base na omissão, ou no próprio modo de tratamento.

O que prevê a lei em casos de violência contra o idoso?

Depende da modalidade da violência, por exemplo, uma lesão corporal, a punição é uma pena de 01 a 03 anos de reclusão. Então resulta da situação, mas, o próprio crime contra o idoso constitui uma circunstância agravante, de acordo com o artigo 61 do Código Penal.

Como o cidadão pode ajudar na defesa dos direitos do idoso?

Com observação, por mais que não escute nada, em uma cidade pequena como Itaporã as pessoas se conhecem, então acabam sabendo o tipo de vida que o outro está levando. O vizinho tem conhecimento se aquele idoso vive em condições precárias, se os familiares o visitam, ou não, e se ele está passando necessidade na residência.

A própria vizinhança tem condição de perceber que algo está acontecendo de errado, pode até não saber o que é, porém, se trouxer ao nosso conhecimento, podemos não instaurar o inquérito de início, mas, ao menos instaurar um procedimento de investigação, para saber se aquele idoso está sendo exposto a algum tipo de crime, ou não.

Em casos de denúncias e dúvidas entre em contato pelo telefone (67) 3451-1562.

Fonte: Itaporã News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.