Uems retoma aulas remotas de mais 11 cursos em três municípios

Universidade aprovou retorno das atividades em Campo Grande, Dourados e Amambai
28/06/2020 07:25 Educação
Estudantes da Uems em Campo Grande tem atividades à distância devido à pandemia de covid-19 (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Estudantes da Uems em Campo Grande tem atividades à distância devido à pandemia de covid-19 (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

A Pró-reitoria de Ensino (Proe) da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) aprovou nova relação de cursos que retomarão aulas remotas na próxima segunda-feira (29). Mais 11 graduações em três municípios foram autorizados a voltar.

A definição saiu de sessão virtual de Câmara de Ensino, na última quinta-feira (25). Foi a terceira e última etapa de cursos aptos a retornar às atividades. As votações para reativação das aulas são feitas desde o dia 15 de junho.

Segundo o Proe, estão habilitados para aulas remotas a partir desta segunda (29) os cursos de História (Licenciatura) e Ciências Sociais (Licenciatura) da unidade de Amambai; de Artes Cênicas (Licenciatura), Teatro e Dança (Licenciatura), Letras (Bacharelado), Letras - Português/Inglês (Licenciatura), Letras - Português/Espanhol (Licenciatura), Geografia (Licenciatura) e Geografia (Bacharelado) do campus de Campo Grande; Letras - Português/Inglês (Licenciatura) e Letras - Português/Espanhol (Licenciatura) em Dourados.

Outras 16 graduações em sete unidades universitárias da Uems já haviam sido autorizadas a voltar de maneira remota. As aulas destes cursos foram retomadas na última segunda-feira (22).

O ensino é mantido à distância na Uems devido à pandemia de novo coronavírus, uma vez que grandes aglomerações contribuem para a dissipação da doença.

Fonte: Jones Mário / Campo Grande News

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.