Currículo complementar em escola pública tem de robótica a grafite

Método está sendo desenvolvido em 12 unidades do Estado
05/12/2017 04:25 Educação
Escola do Estado em Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - Divulgação/Estado MS
Escola do Estado em Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - Divulgação/Estado MS

Currículo complementar, com experiências novas, vem sendo desenvolvido nas escolas de tempo integral de Mato Grosso do Sul. As aulas envolvem experimentações em robótica, além de contato com chefs de culinária, para citar dois exemplos.

"Denominada Escola da Autoria, a metodologia de ensino foi implantada em 12 escolas de tempo integral do Estado – situadas em Campo Grande, Dourados, Corumbá, Maracaju e Naviraí. Além da base curricular comum, elas desenvolvem um rol de disciplinas semestrais temáticas para enriquecer o currículo", explica nota do governo do Estado.

Os estudantes podem escolher diferentes atividades da grade curricular complementar. Até aulas de grafite integram a lista, disponibilizada de acordo com as preferências e estrutura de cada comunidade escolar.  “Aqui você aprende para a vida, se aprofunda nas matérias e passa não apenas a estudar, mas a entender de maneira natural”, opinou o estudante Dartagnan Pereira Fernandes, aluno de uma das escolas integrais da Capital.  

“Os alunos aprendem com mais facilidade quando relacionam os conceitos com práticas fora da sala de aula”, explicou o professor de Física da Escola Estadual Lúcia Martins Coelho, Lauro da Rosa, sobre o sistema de ensino desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação (SED) e que atende às diretrizes nacionais da educação.

O programa está em seu primeiro ano de funcionamento e procura combater a falta de aplicabilidade do ensino dado em sala de aula.

Fonte: Correio do Estado

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.