Fundação MS garante produção de soja mesmo sob estresse hídrico e térmico

Dia de Campo acontece nos dias 13 e 14 de fevereiro em Anaurilândia e Ivinhema
08/02/2019 13:39 Agronegócio
Dia de Campo acontece nos dias 13 e 14 de fevereiro em Anaurilândia e Ivinhema / Fundação MS
Dia de Campo acontece nos dias 13 e 14 de fevereiro em Anaurilândia e Ivinhema / Fundação MS

Com a escassez da chuva em Janeiro de 2019, o estresse hídrico, é esperado pelos produtores rurais, porém a Fundação MS garante que mesmo durante esse estágio é possível ter uma produção de soja. 

De acordo com o pesquisador de fitotecnia da soja da Fundação MS, André Bezerra, segundo um levantamento da Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul) as perdas nas lavouras de soja em janeiro podem ter chegado a 15%, mesmo com a regularização das chuvas no final do mês.

Com isso, o pesquisador alerta para alguns cuidados que os produtores devem tomar para não acabar tendo perdas na lavoura,"É necessário tomar decisões baseadas em resultados comprovados. Deve-se realizar a semeadura do cultivar correto, que apresente melhor comportamento em ambientes de estresse. Além disso, é preciso atentar-se para a época certa, fazer um manejo de solo adequado e manter uma boa manutenção do sistema de plantio direto",afirma

Buscando orientar os produtores sobre a possibilidade de produzir a soja mesmo com o estresse hídrico e térmico, a Fundação MS realizará nos dias 13 e 14 de fevereiro mais uma edição do Dia de Campo, desta vez nas cidades de Anaurilândia e Ivinhema. Os produtores poderão ter mais informações acerca de práticas eficientes de cultivo. 

O pesquisador de fitotecnia da soja da Fundação de MS, André Bezerra irá ministrar o curso de Maximização do Potencial Produtivo de Cultivares de Soja Sob Estresse Térmico e Hídrico. 

Conforme pesquisador, "Vamos apresentar cerca de 25 cultivares, sendo que sete são convencionais. Algumas são oriundas do Cerrado Central do Brasil, tendo que fazer adaptações para o nosso ambiente de cultivo, principalmente em Anaurilândia que é uma região de expansão agrícola e muito diferente do resto do estado, com chuva que corta cedo, alto teor de alumínio, solos com menor teor de argila, ou seja, um solo muito diferente, que precisa de materiais rústicos e estamos fazendo isso com a introdução de novos cultivares", conclui.

O Dia de Campo em Anaurilândia acontece no dia 13 de fevereiro na Fazenda Estrela do Quiterói. Já em Ivinhema, o evento ocorre em 14 de fevereiro na Fazenda São Luiz. Ambos os eventos começam às 7 da manhã.

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Itaporã News.